mais sobre mim


Segunda-feira, 14 de Junho de 2010
Oh Noite de Santo António...

 

"Oh Lisboa de encantar/ De alcachofras a florir/ E foguetes a estoirar/Enquanto os bairros cantarem/ Enquanto houver arraiais/ Enquanto houver Santo António/ Lisboa não morre mais"

 

Sábias palavras as que cito acima, do tema que se chama exactamente "Noite de Santo António", da autoria de Norberto Araújo e Raúl Ferrão, eximiamente interpretado por Amália Rodrigues...

 

Depois de nos últimos anos me ter "afastado" de Alfama nesta noite, pois a confusão é o que todos os que por lá passaram já conhecem... Andei pela Bica, por Santos-o-Velho, por toda a parte, mas Alfama, meus caros, é Alfama!

A marcha sai à rua em Santos-o-Velho antes de ir para a avenida, também já por lá vi, e vai bonita, ensaiada, marca o compasso e segue... Mas quando sai em Alfama, como no último sábado, a rua pára e pára muito bem! Parece que o tempo fica suspenso no ar. Os marchantes apresentam-se lindos, afinados, alinhados, e nota-se bem o orgulho que os enche numa noite tão especial. Não há quem não os queira ver e apoiar. Merecem... Estavam francamente bonitos este ano, de amarelo branco e preto! Quando vão para a Avenida, já levam o povo com eles, na alma e no coração. Já ouviram as palmas e já sabem que sendo um bairro antigo, com história e cunho nos arraias populares, com um apoio massivo de todos, têm sempre boas possibilidades de ganhar. Não os incomoda o cheiro a sardinha nem o fumo... Importa marchar a noite inteira até ganhar! Nem sequer o gosto das sardinhas e das febras quentinhas os detém por breves instantes. Merecem bem que haja sempre muita gente para os ver!

 

No meio da confusão, depois de encontrar onde deixar a viatura quando os transportes não são opção, é começar a subir, de Santa Apolónia, onde já nas tascas em frente à estação ressoava estalada e murro pelo chão... Sobe-se até à Rua do Paraíso, e segue-se para a esquerda, e, direcção ao arraial denso, que começa logo ali. Há gente, há sardinhas, há fumo, há altifalantes roucos e alegria. A animação estende-se pelas ruas, a par da confusão. Encontrar um local para comer umas sardinhas é um feito. Não há uma mesinha, um banco livre...

Os preços este ano estavam mais racionais, se bem que havia locais e locais...

Jantámos sardinhas com salada (que tinha tirinhas de pimento) e batatas a 10€ a dose... Ou seja, 2€ cada sardinha (eram 5). Já as comemos mais caras noutros anos (2,50€) e piores. A sangria estava pouco fria, e apesar da cerveja estar mais fresca, não me convencia! Nada como vinho carrascão a martelo, com lima limão do lidl e uns pedacinhos de fruta... Muito bom mesmo! De beber e lamber os beiços por mais. Pediu-se gelo e o rapaz que nos serviu, com uma profissão diametralmente oposta a tudo o que nos pudesse vir à ideia, de uma competência de fazer referência, e que era do Porto, conseguiu arranjar uns "ice bergs" para nos colocar no jarro. Deve ter sido mais ou menos numa coisa daquele tamanho para barco, que o Titanic chocou...

Dai seguimos com destino a ver as ruas e à Sé. Invertemos sentido de marcha, pensámos em ir ao Castelo, mas acabámos por descer.

Dos santos tivemos um cheirinho, que até foi a manjerico ;), e apesar da confusão, acho que já Alfama bem pior, e o Castelo bem mais arruaceiro, já para não falar do caminho para a Sé mais cheio, mas mesmo assim quem foi a Alfama nos últimos anos achou o local mais cheio, este ano! Isto deixa-me feliz, pois acho que os bairros populares e os seus arraiais são parte da identidade de todos os alfacinhas como eu sou.

 

Foi mais uma noite bonita, com luz, arraial, som, cor, e muita animação pelas ruas da capital. Se bem que Lisboa devia ser assim todas as noites, com gente na rua e muita animação. Custa-me ver o deserto que se vive todas as restantes noites do ano. É claro que não pode haver arraial e festa todos os dias, mas movimentação de pessoas e ruas com gente a passear poderia e deveria de haver. Pena que Lisboa à noite é um dormitório vazio, para além dos pontos de diversão nocturna. Pena que a insegurança não deixe ninguém desperto para a possibilidade de "ir para a rua"! Este é um daqueles desgostos que acho que nunca vou ultrapassar cá nesta vida. Lisboa nunca vai deixar de ser uma "Bela Adormecida", e mesmo até o Bairro Alto não foge à regra excepto aos fins de semana e dias "santos"! É um desperdício de uma cidade tão antiga e tão bonita.

 

Este ano o ex-libris da noite era a pecura de menjerico da Sagres... Vai-se lá saber porquê! É mais ou menos como aquele cartaz da sardinha que comeu o gato!

 

sinto-me: Verde como sapo e manjerico...
música: Amália Rodrigues - Noite de Santo António
publicado por Conventodaalma às 11:16
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Junho de 2008
Santo António de Lisboa

 

 

Não há nada que nos deixe mais felizes que um santinho popular... Além do feriado à sexta-feira que o "antoninho" nos arranjou, ainda temos aqueles "sarnentos" arraiais que todos adoramos...

Lá vamos nós há sardinha assada e aos caracóis, bem regadinhos e com a companhia da malta. Desta feita vamos andar por ai, a ver as carolices saloias uns dos outros... Entre um "tasco" e o outro, a festa vai ser rija e até de madrugada.

Pelo meio da crise, dos mal entendidos e dos problemas todos, a selecção e o "santinho" cá da malta sempre dão para enganar a razão. O arraial é mesmo saloio, por isso não nos fica nada mal aparecer por lá; estejam descansados...

Ir para casa não é opção, até porque para atinguir esse fim teria, de igual forma, que atravessar Lisboa e isso complicaria e muito a tarefa de chegar a casa. Se é para me "meter" no meio de Lisboa que seja para ir para o arraial. Sabe sempre bem "festejar", e nestes dias ninguém leva a mal, a não ser a GNR e a PSP... Não convém esquecer esses "intrusos" que gostam de mandar parar o pessoal. Quem conduz tem que evitar beber, se não já sabe que nos habilitamos a um bilhete premiado da "lotaria". Vamos lá a ser responsáveis neste "assunto", em tudo o resto podemos ser "irresponsáveis" e "foliões".

Quem quiser pode ser dar um tostão para o Santo António... Apesar da Igreja já estar reconstruída há muito... Pode ser que ele intervenha nos males de amores, e favoreça ainda mais os que não têm males de que se queixar.

Que se divirtam todas o quanto baste caros leitores e amigos!

 

sinto-me: A dar para este peditório lol
música: Cheira Bem, Cheira a Lisboa
publicado por Conventodaalma às 18:33
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Oh Noite de Santo António...

Santo António de Lisboa

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
subscrever feeds
tags

todas as tags