mais sobre mim


Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009
Excelente para todos os Professores...

 

 

Eu também acho que sim, e porque não? Não mudava nada de nada, podem ter isto por certo!  Avaliação para que? Há... Pois, aparentemente tem que ser, e a sociedade de uma forma geral já acha normal que toda a gente seja avaliada! E agora, perguntam-se os docentes e os seus sindicatos? Calma que alguma coisa há-de surgir pensam... E alguém lá diz que se calhar exigir o fim das quotas de excelente só para esta classe não era nada mal pensado, não senhor... E meteram-se todos "à bulha" por isso, ao que me parece.

Por mim acho que sim, mas... Já agora senhores docentes e respectivos sindicatos, como explicam, com tanta excelência, os resultados vergonhosos do ensino em Portugal?

Burrice genética que só não afectou V/ Exas.?

Nem a Microsoft ou a Google têm 5% de profissionais excelentes... Quanto mais o ensino em Portugal!

Sim, haverá casos em que um Professor ou outro, pontualmente, terão efectivamente feito algo que vai para além do normal e que faz diferença, acrescenta valor à Escola e aos alunos, e nesses casos, sim, o Excelente existe e não só pode como deve aplicar-se.

Há bons e maus profissionais em todos os campos, mas nem sequer há 20% de colaboradores muito bons numa qualquer empresa... Se houver entre 3% e 5% já é uma sorte descomunal...

Se 20% dos docentes fossem realmente muito bons a matemática há muito que teria deixado de ser uma ciência oculta em Portugal... E não me digam que estão todos concentrados nas outras áreas, os muito bons, que eu não acredito.

Com 25% de funcionários com um desempenho acima do normal nós teríamos, franca e sinceramente, um sistema de ensino acima da média... E mais vos digo... No Ensino Superior isso até é francamente verdade. Acho que temos um ensino acima da média no que concerne às Faculdades, Institutos e Universidades deste pequeno país.

Também é verdade que os alunos não vão assim tão desgraçadamente preparadas, ou aqui há uns anos atrás não iam, quando ainda eram precisas médias para o ensino superior público... Os que chegam lá até são uns ilustres representantes do que de melhor temos em Portugal no ensino, mostrando que há bom e mau em todas as classes, desde os alunos aos Professores.

Claro está que há cenários dramáticos, mas é num contexto desses que um Professor Excelente tem mais probabilidades de se revelar. Quando a Escola e os alunos não ajudam e o Professor ainda assim consegue chegar aos objectivos, fez sem qualquer sombra de dúvidas, qualquer coisa de extraordinário.

Também acho que para puxar pelos profissionais memos talentosos deveríamos organizar os professores em grupos de trabalho, de forma a que estes possam ser ajudados, numa perspectiva de continuidade na senda da melhoria, pelos melhores colegas, com provas dadas. 

Depois disto vou ouvir de todos os meus amigos (masculino genérico) que são Professores e que dizem que sou o Inimigo Público número 1! A melhor parte é que quando lhes pergunto se me apontam o dedo porque digo a verdade, fartam-se de rir... Até eles sabem que certas e determinadas coisas deixaram de ser possíveis, devido ao rumo da nossa sociedade.

Se o rumo é o certo ou o errado, isso agora ninguém pode dizer neste momento, mas o que é facto é que uma avaliação nunca fez mal a ninguém... Todos nós somos avaliados, e os Professores não são nem mais nem menos do que todos os outros profissionais deste país!

 

 

 

sinto-me: Alien...
música: Pink Floyd - Leave the Kids Alone! (LOL)
publicado por Conventodaalma às 12:12
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009
Agora não havia diálogo...

 

Sócrates e a Ministra da Educação finalmente perceberam que não iam a lado nenhum nas eleições se continuassem de candeias às avessas com os docentes... E como tal recuaram!

O que importa reter? Que estamos perante um Governo que cede a pressões eleitoralistas e que, este país não precisa de reformas na educação nem de avaliar os profissionais que tem nas diferentes áreas... Precisa é de  votos nas urnas...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Agora sim... Nivelaram com os restantes!

 

Agora, diz o Governo, não havia diálogo com os docentes, e na próxima legislatura já se vai falar mais com os profissionais da educação! Há que agradar e acenar com a "cenoura", para ver se o "coelho" vem atrás...

 

Eu compreendo que há coisas realmente tremendas no facto de se seguir a carreira docente, principalmente quando não se está no "quadro" e todos os anos existe uma terrível probabilidade de sujeição a ir parar longe de casa, e é para quem quer trabalhar! Também percebo que aturar jovens e adolescentes não é nada fácil... Mas isso já é uma escolha que quem quer Professor faz, e  como tal não me parece que tenha qualquer peso na questão. Também sei que há jovens e adolescentes intratáveis, e isso realmente é chato...

Quanto ao facto de se avaliar Professores... Eu acho que é realmente necessário, tal como acho essencial que se avaliem todos os outros profissionais das outras áreas. Não há desculpas! Pode-se dizer que poderia ter sido encontrado um sistema de avaliação que agradasse mais, mas o caso é que não é fácil agradar a "gregos e a troianos", e depois quem é avaliado está sempre sujeito à subjectividade, não há volta a dar-lhe...

 

O facto é que os docentes deste país fazem algo que eu era incapaz de fazer... Aturar os filhos dos outros, e dar-lhes, ainda por cima educação! Mas se é uma escolha se faz... Eu acredito que seja o que querem efectivamente fazer. Compreendo que não façam melhor porque não são capazes, e também porque o sistema de ensino não ajude... Mas sobretudo para os bons Professores não é justo que se tratem todos da mesma forma. Isto faz lembrar aqueles Professores coração mole, que favoreciam os mais fraquinhos, mas depois não davam as mesmas benesses aos bons alunos; simplesmente não está certo!

 

 

sinto-me: Com a neura
música: Desafinaram a música, desafinaram...
publicado por Conventodaalma às 17:11
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008
Greve com 95% de protestantes/ aderentes

 

 

Hoje assistimos a mais um momento em que batemos recordes. Não sei porquê mas começo a desconfiar que este Governo vai acabar por ir parar ao Guiness Book of Records! Não é para todos, não senhor e, nem sequer está ao alcance de "qualquer um", sendo esse "um" a "pessoa colectiva" Governo!

Somos de facto os maiores, nem que seja na dimensão das greves. Em Lisboa abriu uma escola com 1 professor, bem haja a alminha que deve estar contratada a termo e com medo do desemprego; nem se atreveu a protestar! Noutras escolas pelo país fora os "bons exemplos" sucedem-se... Uma escola em Coimbra teve 7 docentes dos cento e tantos que a povoam, bem como uma outra no Porto contou 3! O Districto da Guarda e Viana do Castelo tambem aderiram massivamente, e nem o mau tempo os assustou! Parece que realmente alguma coisa mudou desde os meus tempos de estudante... Os Professores já não encolhem à chuva.. É que durante anos e anos foi a única explicação encontrada por mim e por muitos outros colegas para o nível de absentismo desta classe.

Foi bonito de se ver, mas ao contrário do pós 25 de Abril, o povo unido em 2008 pode muito bem ser vencido. Como diria Sócrates, tudo isto "faz parte da grande festa da democracia", e como não há festa nem destança a que falte a Sr. D. "Constança", lá está a nossa Ministra da Educação a marcar presença, educadamente...

Não vale a pena continuar nesta base... Uns não querem ser avaliados, os outros querem avaliar à viva força! Até pode ser que o modelo de avalição não seja perfeito, mas a Democracia também não o é, nem nenhum de nós o é... Partindo do pressuposto que este modelo de avaliação seja tal e qual a própria democracia... O pior regime à excepção de todos os outros, mas por algum lado temos que começar.

Toda a gente já foi avaliada injustamente, por alguém que não simpatizou conosco, por alguém que não percebeu as coisas como devia de ser, por alguém que pretendia beneficiar outrem... Enfim, basta dizer que todos já fomos alunos, e muitas vezes como profissionais temos os mesmos cenários. Não há perfeição... Os Professores são muitas vezes injustos com os alunos, verdadeiros tiranos, autênticos "monstros"... Algum dia haveria de chegar a vez deles.

Já nos empregos é mais complicado! Se quem nos avalia não gosta de nós não há apelo nem agravo, é até nos tirar de onde estamos ou, o permanente braço de ferro! Cnstantes da vida... Avaliações e injustiças; que fazer? Claro está que o ideal era não existirem para ninguém, nem para os Professores, mas já que existem... Não me parece justo que uma classe se emiscua de todo de um procedimento mais que implementado e normalizado nas sociedades hodiernas: a avaliação de desempenho.

É muito feio aquilo a que estamos a assistir neste país e a nível internacional, mas não precisamos piorar o cenário, dramatizar ainda mais as coisas. O que está aqui em questão não é mais que uma recusa ao acto de ser avaliado e não podemos compadecer-nos nem da postura do Governo e da Sra. Ministra nem do despropósito da aversão à avaliação... Eu diria que a "verdade" mora, algures, como sempre, no meio destes dois pontos de vista que neste momento, e lamentávelmente, parecem antagónicos.

sinto-me: No Coliseu
música: high School Musical Soundtrack (LOL)
publicado por Conventodaalma às 16:21
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Excelente para todos os P...

Agora não havia diálogo.....

Greve com 95% de protesta...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
subscrever feeds
tags

todas as tags