mais sobre mim


Quinta-feira, 28 de Julho de 2011
Bollywood Maddie

 

Questão do dia: teria Maddie orelhas de abano?

 

E eis que Madeleine McCann aparentemente pode ter sido encontrada no Norte da Índia.

Maddie estrá supostamente com um casal composto por um belga e uma francesa, que juram a pés juntos que a jovem é filha de ambos.

Sinceramente, ainda que a criança seja Maddie, acharemos mesmo que esta deve ser entregue novamente aos seus pais bilógicos? Eu francamente acho que não. Caso seja Maddie, então acho que está melhor com os novos pais que com os que a genética lhe deu!

O que é que os pais biológicos de Maddie McCann fizeram? Deixaram-na sozinha com mais dois irmão, num casa no Algarve para irem beber copos e jantar com os amigos. É caso para dizer que há prioridades nesta vida... E as deste casal estão bem patentes!

Felizmente eu acredito que esta jovem é apenas parecida com Maddie e nada mais, até mesmo para felicidade da própria. Quem é que quer descender de pais destes?

Caso a jovem não seja Maddie, então estes pais estão garantidamente a passar o pior momento das vidas deles. Eu estaria a morrer de horror e em pânico. Os McCann conseguiram escapar-se com o que todos acreditamos ser um homicídio... E as buscar, investigações e tudo mais pararam a mando dos próprios. O que faz ter amigos poderosos e influentes... O que é que fariam se conseguissem deitar as mãos a esta pobre crianças que, em boa verdade, caso seja dito que é Maddie, nunca saberemos se o é se não!

Qualquer das formas, devolver Maddie aos pais seria como dizer-lhes que estávamos todos se acordo com a negligência e desresponsabilização que praticaram, e quase aposto ainda praticam, reiteradamente. Não me venham com teorias, porque a coisa mais fácil de se achar nesta vida é uma ama/ babysitter por uma noite, mediante um pequeno pagamento para quem tantas posses já demonstrou ter.

Se a criança fosse por obra e graça desta vida Madeleine McCann, então restar-me-ia desejar-lhe muito boa sorte caso a quizessem devolver... Ainda lhe davam sumisso de vez, para garantir que não voltava nunca mais.

Parece mesmo um filme à moda de Bollywood! Quem sabe está situação toda ainda não inspira um!?! É da maneira que acaba tudon feliz e a dançar.

 

Final feliz PRECISA-SE; sobretudo para a criança envolvida!

 

sinto-me: orelhas de abano? teria?
música: Double Dhamaal - Jalebi Bai
publicado por Conventodaalma às 17:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Já cá faltavam os pais da Maddie

 

E para ajudar à concentração no sufrágio... Os Mccann estão em Portugal! Que bom... Não caibo em mim de saber que esta gente anda por ai, à solta, a passar livremente fronteiras, e ao redor dos filhos dos outros, neste caso e mais propriamente, dos portugueses!

Apelo ao bom senso de quem tenha guardado a Maddie no armário por engano, que por favor a entregue aos respectivos pais biológicos... Porque eles "coitadinhos" não fazem a mais nano micro míni pequena ideia do que é que lhe possa ter acontecido, e como pessoas preocupadas que são, aposto que deixaram os outros filhos sozinhos em casa enquanto vieram "jantar" a Portugal, em busca da Maddie perdida...

Que hipocrisia... A campanha de marketing que esta gente despoletou, o raio de acção, o peso e a influência... Estou assustada! Como é que alguém deita areia para os olhos do mundo desta forma? Eu teria imensa pena deles se por acaso eles não tivessem sido pais negligentes... E eu bem sei que toda a gente erra, mas há erros e erros! Não há desculpa para este tipo de postura. Esta gente não se adequa à função de entidade paternal!

Se fossem feitos testes para qualificação para papá e mamã, este casal chumbava, garantidamente!

Creio que muita gente adoraria interrogar os Mccann até eles "desbobinarem" o que realmente se passou naquela noite... Mas infelizmente acho que ninguém terá essa oportunidade tão depressa. Qualquer das formas, a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima, independentemente do tempo que tal coisa possa levar, sobretudo num caso com os contornos macabros deste.

É uma questão de tempo. Há que ter paciência, o tempo põe tudo no devido lugar, e colocará os "bandidos" desta história no seu devido lugar, sejam eles quem forem.

Tenho realmente pena pela criança, que de facto foi a única vítima no meio de tudo isto. Creio que poderemos eventualmente contar com um muito remota possibilidade dos irmãos mais novos terem alguma coisa registada no cérebro que ainda n sejam capazes de perceber, ou que temam contar.

Será que os Mccann podiam fazer o favor de ir incomodar as legislativas do país deles, quando elas forem? Eles sabem o que toda a gente pensa... E sabem também que o tempo não jogará sempre a favor deles, por isso têm que continuar nesta "pedalada" insólita, que não engana ninguém, mas que lhes serve para "sobreviver". Digamos que não poderão andar para sempre à tona da água, um dia, invariavelmente, terão que mergulhar nela.

 

sinto-me: Esta história já mete nojo...
música: Sitiados - Vamos ao Circo
publicado por Conventodaalma às 17:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 27 de Julho de 2008
Fim do patético caso Maddie

 

(Das terras de "Sua Najestade"... Bem podiam não ter vindo para aqui)

 

O fim da pobre coitada da criança já foi há bastante tempo, nem ninguém acredita que possa ser de outra maneira. Por cá encenou-se mais uma vez o teatrinho de marionetas... A comunicação social fez o que tinha a fazer, a Polícia Judiciária (PJ) cumpriu a sua parte do plano, e não faltou delicadeza para inglês ver!

Não havendo suspeitos, nem acusados, nem indícios, nem provas, temos o típico caso da menina que voou com o vento e nunca mais regressou; se calhar ficou presa nalguma árvores alta e distante... Qui çá pelo outro lado do mundo. Se tivermos em conta que em Portugal não temos nem tornados, nem furacões, esta teoria torna-se difícil de sustentar, mas ainda assim, vale a pena tentar.

Eu pessoalmente acho que se lhes tivesses desaparecido o poodle eles estariam todos bem mais transtornados. São ilhéus, dão mais atenção aos cães que aos filhos. Temos que fazer um esforço para acreditar nesta teoria também... Daí que considero que esta estranho casalinho de ar esbranquiçado e pouco saudável esteja enfiado nesta história para além da raiz dos cabelos... Outra dúvida que parece não restar a ninguém é que houve intervenção "elevada" para que o caso não fosse além daquilo que estava. Altas instâncias fizeram querstão de tomar posição e salvaguardar a imagem dos seus conterrâneos e concidadãos.

A mãe de Maddie, algures entre o ausente e o não se onde, arranjava tempo para trocar de idumentária duas vezes ao dia, com inspiração para combinar ganchinhos e tudo... Um verdadeira "mostra" da "aristocracia social" que ela própria deverá julgar que lhe corre nas veias! Dispensável, por demais... O pai de Maddie, sempre composto, com ar de quem sabe bem o que fez e nem sequer tenta esconder, para além da desanca que apanhou nos Estados Unidos e da frieza com que respondeu às frias questões que lhe foram colocadas, deixou a dado ponto de se incomodar sequer com a comunicação social.

Aqui ficamos cinguidos a duas opções, ou tudo não passou de um triste e lamentável acidente, que deu origem a um rapto fictício para livrar os irresponsáveis papás das acusações que teriam qye enfrentae, ou nem sequer falamos disso... Falamos de crime, com todas as letras. Se bem que, quer de uma forma quer da outra, falamos sempre de um crime, premedita ou não, consciente ou inconsciente, mas sempre um crime.

Além deste "arraial" todo ainda se juntam os livros e livrinhos, baseados em teoria tresloucadas de investigadores e mediums, que lucram à grande com a morte ou o desaparecimento estranho e irregular de uma menina de 4 anos de idade. isto não deveria ser permitido, mas no mundo em que vivemos, acho que desde que dê dinheiro, tudo é permitido. Mais grave ainda, pior que tudo, o investigador da PJ que foi "exumado do seu lugar", ou "afastado à força do caso", como cada um preferir, também decide, para amealhar mais uns trocados para a velhice, fazer sair um livro, livro esse que tem a particularidade de "hostentar" logo na capa que "não diz tudo" porque "não se podia"; ou seja, o senhor diz-nos logo de antemão que teremos que comprar pelo menos mais uma edição! O típico charlatão veste as diversas roupas, e faz as mais "decentes" negociatas com o bolso do "zé povinho", e não deixa passar em branco ninguém.

Quando faço o meu "jogging" habitual pelas livrarias descubro preciosidades destas e outras mais,  e nem é preciso procurar muito, nem sequer na prateleira do esoterismo, estão ali, nos destaques, à mão de todos e mais um, orgulhosos de se deixarem ver... Contando com os meios de divulgação comerciais e as sequisas macro lojas, que aspiram apenas a vender e muito bem, podemos ver os podres de uma sociedade que se diz humana, desenvolvida e respeitosa. Nada mais a dizer, nada mais a temer a não ser o "Homem".

 

sinto-me: Lamentável
música: Twinkle Twinkle Little Star
publicado por Conventodaalma às 18:29
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Bollywood Maddie

Já cá faltavam os pais da...

Fim do patético caso Madd...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
Posts mais comentados
subscrever feeds
tags

todas as tags