mais sobre mim


Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
Abruptamente falando... "Anda Pacheco"!

 

 

E não é que assim de repente, Pacheco Pereira decide afirmar que José Sócrates não tem tempo para governar a nação porque, metade do dia está a defendender-se das acusações do caso Freeport, e a outra metade, está a fazer campanha para as autárquicas que se avizinham...

Com isto, provavelmente, Pacheco pereira tenciona lançar polémica, aumentar as visitas ao seu blog (que têm caído a pique nos últimos meses)... E isto porque, não sabendo o louvável senhor fazer mais nada, receia, teme... E bem, que por este andar, mais ninguém lhe pague para "opinar", e sendo a única coisa que sabe fazer na vida... O caso complica-se.

Caro Sr. Pereira, devo informá-lo que, para seu grande espanto nem ao seu blog fui ler esta conversa comezinha... Foi mesmo numa citação de uma publicação literária "do seu gabarito", que tenho visto por ai, mas que me recuso a comprar, pela falta de nível, e pelo "mesquinho" a que desceu... Folhei a dita cuja coisa na fila do supermercado e eis que me deparo com tamanha "zurradela"! Haja paciência! Isso foi, caro Pacheco, ofensivo e de mau gosto. Não é assim que se sobem "audiências", isto não é uma novela mexicana e, além do mais, não tem famílias desavindas nem facas na liga... Em caso de dúvida, Pacheco, pergunta à TVI e verifica se o Veneno não tem razão...

Se o Veneno fosse a talentosa Hermínia Silva, diria "anda Pacheco" mas não era para me acompanhar à viola nem à guitarra, era mesmo para desafiar o caro Pacheco, a fazer melhor que isto... Atingir terceiros, directa e pessoalmente, de forma ofensiva e em tom jocoso, é no mínimo coisa pouco digna de um Homem! Mesmo que o dito cujo que sinta acima a Humanidade inteira, o que parece ser o caso.

Caro pacheco, aproveite que vem a Páscoa e a inspiração aqui do Veneno, e vá ocupar o tempo a ndisfarçar-se de coelhinho... Sempre é mais útil, apesar da inutilidade!

 

sinto-me: Um veneno...
música: Disney - No Mundo Mundo (Alice no País das Maravilhas)
publicado por Conventodaalma às 19:12
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009
Free com ou sem porte pago...

 

 

O caso do maior outlet da Europa está a encantar Portugal, os media, a população em geral e até a nata da política portuguesa. É um espectáculo bem montado, caros leitores e amigos, com luzes, cores e som... Nem me atrevo a pensar quem guardaria um email durante 3 anos... Nem em que parte do mundo tal coisa faria fé! É muito simples e muito fácil "martelar" um email para simular o seu envio ou a sua recepção; nada mais simples... Mas pasmo, de facto, dado que eu consigo perder emails que recebi ontem... É gente muito organizadinha, esta que pretende amachucar o Primeiro-Ministro.

Não deixo de achar uma certa graça à onda de solidariedade da "oposição"! É o que se espera que façam... Afinal também irão a votos, e já perceberam que ninguém está a ver este caso com bons olhos, de entre os cidadãos eleitores, e esperam com isto mostrar o seu melhor lado, e obter alguns votos dos indecisos e "flutuantes"... Mas que sentido de oportunidade tem esta gente, no seio do próprio PS... Não haveria altura mais prejudicial para fazer "estalar" o caso Freeport; ou aliás, haver até havia... Mais em cima das eleições ainda, mas creio que ai, poderia até haver desinteresse interno da parte de alguns conspiradores e delatores, que ainda aguardam pacientemente alguma "negociata" com o "cabecilha" deste circo.

Não gosto particularmente de apontar nomes e dedos... Mas neste caso, lembra-me constantemente aquele livro de Eça, escrito também por Ramalho Ortigão... "Uma Alegre Campanha", que algo me diz que vamos ter, ainda... Mas meus caros "Generais Bersford" (v.d. - Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett), as massas, a raia miuda, o terceiro estado ou, aqueles que são mais conhecidos pelo povinho, não acreditam nem numa palavra deste "rolo de papel higiénico" de terceira categoria, mal desenrolado nos últimos tempos, e que, com pressa tamanha, deveria surtir efeitos emidiatamente. Desiludam-se, não surte! Jámais surtirá, todos bem sabemos... E perdoem-me lá a impertinência, mas ninguém acredita que um homem com um posição política que na altura já era a que era, se ia sujar por meia dúzia de tostões. Não estamos a falar de um "pobrezinho" qualquer! É daquelas coisas... Acredito até que todo e qualquer ser humano seja corrompível, mas quando se atinge um certo "patamar", não é por dois tostões! Haja paciência para tanta "fantochada"! Daqui a nada está o Freeport encerrado e falido e ainda se fazem contas "à vida" de possíveis "mal feitores"!

Não vou dizer que não há mais casos de "cobras" no seio dos partidos, porque todos bem sabemos que as há... Até mesmo a nível local... Mas isto é mesmo demais. Tanto ilustre deputado, a atirar piadas em tom jocoso ao outro, tanta acusação e difamação que por ai vai, não só dentro dos próprios partidos como no nosso Parlamento... E mais uma vez apetece-me, sei lá porquê, citar Eça de Queirós: "É uma escola de humildade este parlamento! Nunca em parte nenhuma, como ali, o insulto foi recebido com tão curvada paciência, o desmentido acolhido com tão sentida resignação! Sublime curso de caridade cristã". Apetece-me dizer que o Parlamento, visto assim, é um "antro" de instrução e moralidade; um exemplo bem dado à Nação!

Quem não vê que o bom Homem que agora fala do caso freeport e o relançou, rejubila de amor à patria e sentido de dever cívico? Quanto tempo lhe andaram estes sentimentos patrióticos escondidos; ou qui ça esmorecidos... Só agora se recordou, em tão imprópria altura, dos factos e dos momentos... Creio que se o próprio Fernando Pessoa diria, perante tão "heróico" acto "Que homem de génio não é obececado por um sentido de missão?"; lá está... O que o Veneno recomenda a este homem de génio, é que tenha mesmo um sentido de "demissão", e saia de lugares como o Parlamento ajude a uma certa e necessária correcção social.

O caso Freeport não é caso nenhum, e nem sequer tem conseguido chegar ao que se deseja, muito pelo contrário, não há um só cidadão que ainda não tenha descortinado a intenção por detrás disto tudo, e não esteja até, com mais vontade de "dar" o seu "votozinho" (por um se ganha, por um se perde), ao actual Primeiro-Ministro, José Sócrates.

Será que não basta ainda? Prejudica-se gente a torto e a direito, seja o Primeiro-Ministro ou um outro qualquer cidadão. Não se facilitam as coisas, não há ajudas, não há benevolências nem beneces... Há apenas e só maldade e ingratidão. Mas que pátria de gente vil e mole é esta? Quase me apetece citar Obama: "Sim, nós podemos"; podemos mudar para melhor o que quisermos e assim entendermos. Há certamente coisas bem melhores para fazer que consumirmos o nosso precioso tempo, que para trás não volta, nem o podemos viver outra vez, a divagar sobre este tipo de coisas, e sobre modos fraudulentos de difamação. Que chatice tremenda... Já não há paciência!

 

 

sinto-me: Sem paciência...
música: Guns N' Roses - Patience
publicado por Conventodaalma às 15:26
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Abruptamente falando... "...

Free com ou sem porte pag...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
subscrever feeds
tags

todas as tags