mais sobre mim


Sábado, 30 de Julho de 2011
Que a seguir entra "Agosto"

 

Ou então não...

 

Pode ser que o Senado Norte Americano e a Câmara do Representantes não concordem com Quim Barreiros, e assim sendo, a 2 de Agosto não haverá o tão crucial entendimento para que possa subir o tecto limite de endividamento dos Estados Unidos da América (EUA).

As negociações têm sido exaustivas, mas Obama não desiste, não arreda, não cede; e confesso, isso fica-lhe bem.

As agências de rating também não têm sido algodão doce com os EUA, retiraram-lhes a classificação máxima de Triplo A que há "séculos" lhes era concedida. A meu ver, esta retirada de confiança não se deveu apenas ao mau desempenho da economia, que está a crescer a um ritmo bastante abaixo do esperado... Sim, que o PIB Norte Americano cresceu a uma taxa para eles ridícula, salvo erro, 1,3%, mas mais do que isso, deveu-se a um mau desempenho político. Mas passa pela ideia de alguém a batalha campal que anda a fazer correr tinta nos jornais, e que os burros e os elefantes andam a levar a cabo? É que nem em Terras do Tio Sam tal coisa faz sentido!

O que a mim me espanta é que ambos, Republicanos e Democratas, estão em concordância relativamente à necessidade do aumento do limite do valor possível para o endividamento do país, mas depois, podemos dizer que concertam-se na farinha para se desconcertarem "nos farelos"! O que está a criar cisão, e daqui a nada temos um remake não religioso do "Grande Cisma do Ocidente", é o caminho a seguir para voltar a equilibrar a balança e claro está, as finanças públicas.

Se estivéssemos em Portugal esta situação nem sequer estaria a acontecer, pois uma das vias para alcançar o equilíbrio do Orçamento de Estado é cortando nos apoios sociais, o que não é, de todo, a meu ver, a opção. Por outro lado, está em cima da mesa retirar as isenções fiscais, privilégio que é apanágio do mais ricos. Faz algum sentido? É evidente que não, mas importa salientar que esta medida fabulosa de ajudar quem mais pode foi tida pela nada brilhante mente do Bush pai; o único presidente da história dos EUA a não ser reeleito.

Os republicanos querem cortar nos mais pobres, os democratas nos mais ricos. Haverá discussão possível acerca desta temática? Eu creio que não!

Para já Obama adiantou que 2 de Agosto era a data limite para se chegar a um "acordo de cavalheiros"; espero que assim seja e que até lá, pelo menos, ninguém atire um luva a ninguém, se não temos o circo montado no "Faroeste"!

 

sinto-me: Interessada...
música: Apache
publicado por Conventodaalma às 13:22
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Souvenir do tempo da II G...

Falha Grave do Monstrengo...

Entidades empregadores ch...

Pingo Doce: com menos de ...

Foi há 35 anos que o Rei ...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
Posts mais comentados
subscrever feeds
tags

todas as tags