mais sobre mim


Terça-feira, 5 de Julho de 2011
A contar Passos

 

Ou a fazer contas à vida...

Acho que muito boa gente vai ter mais tempo para contar Passos, enquanto se arrasta por casa, a passar as suas férias cujo subsídio vai ser cortado. A opção de ouvir Passos enquanto se fazem contas de cabeça também está em cima da mesa, para os menos afortunados, cujo subsídio ia para pagar aquelas coisas que andam a ficar em falta, ou para comprar aquele extra para a casa que faz tanta falta! Antecipo que a época de saldos venha a ser menos colorida e animada. Convenhamos também que o nível de produtos à venda nas lojas tipo de todo o Centro Comercial desceu incrivelmente com a crise. Os artigos disponíveis para venda andam em consonância; salvo raras excepções.

Vida...

Nem quero pensar muito à séria nisto.

Podemos pensar também em apressar os Passos para o Natal. Todos vão ter um Natal menos feliz, desde idosos com pensões pequenas, a crianças sem prendas, a mesas menos fartas, e a sorrisos e corações menos preenchidos de alegria. Não quer dizer que a quadra não seja verdadeira, quer apenas dizer que alguns nem irão juntar-se aos seus, porque afinal o gasóleo para as deslocações, ou os meios de transporte também se pagam.

É muito triste que se confirma a regra de que com o PSD as coisas correm sempre pior; mas neste caso até é normal.

Outro padrão interessante emerge no meio desta coisa toda. Como Eça de Queirós já havia apontado nas suas "Farpas", a classe política em Portugal é uma coisa muito própria, composta sempre pelos memos, sem meios, nem para sair do ciclo!

A maior parte dos que vemos como candidatos e eleitos não tem família, não sabe o que é a realidade do dia-a-dia de muitos portugueses; ou melhor, reformulando, não tem a família presente a tempo inteiro. Estes senhores esforçam-se tanto por obter um tacho é o limiar das suas competência que desistem das vidas pessoais. As vidas sociais acontecem em meios que não interessam a ninguém, entre "pares". É uma chatice! Uma treta... Uma seca!

Se estes digníssimos representantes da nação tivessem outro tipo de preocupação talvez optassem por governar nem que fosse em part time, de vez em quanto. É que isto que se passa é uma prática reiterada de desgoverno, de prejuízo do cidadão contribuinte. É uma paródia com o esforço de todos os que tentam fazer alguma coisa por este país todos os dias, com o seu trabalho honesto.

 

sinto-me: uhmf!
música: Apupos
publicado por Conventodaalma às 09:27
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Souvenir do tempo da II G...

Falha Grave do Monstrengo...

Entidades empregadores ch...

Pingo Doce: com menos de ...

Foi há 35 anos que o Rei ...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
Posts mais comentados
subscrever feeds
tags

todas as tags