mais sobre mim


Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
SEDES e o Alerta "Amarelo" ou coisa do género...

 

 

Nada mais oportuno que um movimento cívico, que ainda por cima presta serviço voluntário à nação, fazer um comunicado cheio de tretas de La Palice e alguns grandes exageros para alguma comunicação social, impregnada de jornalista avençados , fazer disso um "bombo" da festa... Um tambor muito grande... Onde todos podem bater, até o Governo, porque se a ideia era afectar o Governo, digamos que poucas vezes lhe foi dado tanto papel e tinta para se defender.

Há de facto uma conjuntura internacional que pode ser considerada difícil , e que não se cinge a Portugal, de forma nenhuma, se não não seria uma conjunto internacional e sim nacional. O panorama é complicado, até os Estados Unidos vão entrar em recessão, sem sombra para dúvidas, aliás, este foi já o pior ando de saldos de sempre das duas últimas décadas.

Por outro lado, Portugal por vezes tem que dar passos maiores que o próprio pé, devido à conjuntura estratégica da União Europeia e as megalomanias de alguns políticos que passaram pelo Governo há já uns tempos... O nosso € (Euro) tem muitas culpas no cartório, é uma moeda cara, não é passível de ser desvalorizada a nosso belo prazer (como fazias com o escudo para reequilibrar a balança comercial), e levou tudo a duplicar de preço. Neste sentido, o custo de vida dobrou para todos, a ideia de lucro num determinado momento com o aumento displicente de custos foi uma ilusão, apenas, porque também para quem aumentou os preços a jusante, existiram aumentos a montante... Coisas da economia!

Não vamos dar a volta a este ciclo negativo e depressivo com facilidade, temos ainda uns anos agrestes pela frente, mas isso não muda nada, nem sequer este povo de brandos costumes vai encabeçar alguma espécie de revolta ou revolução, isso até os ursos no Jardim Zoológico sabem... Haverá sim, bem presente, um mau estar social, instalado e confortavelmente alimentado pelas circunstâncias, mas nada mais. A criminalidade aumentará na proporção do aumentos da miséria e dos problemas sociais, que sinceramente já não irão sofrer grandes agravamentos. Chegámos quase ao limiar do que havia para cair por terra, o que não quer dizer que não venham a fechar mais empresas, que o desemprego não oscile negativamente, que os preços e a inflação não subam... As rendas e os empréstimos vão sufocar ainda mais gente, o poder de compra ainda vai baixar, as classes sociais mais "chatas" vão continuar a manifestar-se de barriga cheia, caso dos Professores e Sindicalistas... Mas daí a entrar-nos num processo antropofágico vai uma longa distância.

Facto é que os Partidos Políticos necessitam urgentemente credibilizar-se, e que os conceitos de voluntariado, associativismo, comunidade e outros afins terão que reaparecer na nossa sociedade. Claro que isso não acontecerá ao "estilo americano", como vemos na televisão e na internet, mas será ao "jeito português", onde existirá forçosamente uma maior cooperação e uma menos indiferença relativamente ao próximo, entre outros. As pessoas encontram-se descrente e desmotivadas, mas isso também se deve a uma certa desresponsabilização ao nível educacional. Não se pode continuar a a permitir esta ideia de que não somos precisos para nada e que podemos não votar e não assumir uma única responsabilidade a vida toda, apenas porque estamos descontentes, desmotivado ou não fomos "recrutados" para tal. Terá que surgir uma tomada de consciência. Muitas vezes peso que as próximas gerações serão educadas para corresponder aos seus deveres sociais e de cidadania, mas não nos vejo caminhar nesse sentido. Proponho que se reinstaure na escola uma celebre disciplina que dava que nome de Desenvolvimento Pessoal e Social DPS ), que muito fez por uns quantos felizardos, como eu, que aprenderam muito com a mesma. Mas talvez isso não interesse... Ajudar a formar gente "informada" em demasia... Para além de fomentar o debate e a abordagem internacional na "cabeça" dos mais jovens.

Não vamos todos perecer aos pés de uma grande tragédia nacional, nem sequer vale a pena negar-mos as manifestação sindicalmente orquestradas via SMS , e tentar chama-las de espontâneas . Não vamos a lado nenhum com isso. Quem toma decisões deve dar a cara e assumir as responsabilidades. Não será necessário colocar a polícia em campo, a obrigar meia dúzia de "tónis" que dão aulas, e respondem pelo termo "stôr", a identificarem-se que nem criminosos. Não há necessidade de medidas "fascistas", há necessidade sim de dar a cara e assinar por baixo do que se faz. Quase que aposto que os mentores espirituais desta manifestação de "stôres" não se apresentaram em lugar dos "intimados"... A memos que alguns sejam personagens coincidentes... O que também é viável .

O SEDES exagerou, e a sua cúpula não disse nada de mais, deram demasiado ênfase ao comunicado... Alarmismos e extrapolações desnecessárias, como de costume... Mais um dos males que grassa a sociedade! O elogio à vivência partidária até está interessante e as palavras de apoio dirigidas ao Governo e à coragem do mesmo no que concerne a levar a cabo algumas reformas estruturais e necessárias que no curto prazo sabem mal, mas no longo vão resultar bem não apaga tudo o resto que foi escrito, mas também ninguém "escreveu tanto assim"...

 

 

sinto-me: Com vontade de amordaçar
música: Black Eyed Peas - Shut Up
publicado por Conventodaalma às 13:20
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Souvenir do tempo da II G...

Falha Grave do Monstrengo...

Entidades empregadores ch...

Pingo Doce: com menos de ...

Foi há 35 anos que o Rei ...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
Posts mais comentados
subscrever feeds
tags

todas as tags