mais sobre mim


Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008
Empréstimo chumbado

 

 

Parece que segundo o Tribunal de Contas, o empréstimo pedido por António Costa para saldar dívidas a fornecedores da Câmara Municipal de Lisboa (CML) era um "mau aluno",e chumbou no exame. Aparentemente o TC acredita que havia algo de "gravidez" neste pedido, sendo que alguns pontos eram mais desejos que objectivos, e com base nestes pontos, chumbou-se o todo. Num primeiro momento os obstáculos foram contornáveis, com ameaças de saídas, mas num momento seguinte o subterfúgios e as escapatórias acabaram-se e o TC que parece tocar a música da oposição ", deu um grande chumbo ao "examinando" pedido de empréstimo.

António Costa foi o criador da actual lei que proíbe o endividamento autárquico, e como muitos já depreenderam, nunca suspeitou sequer que podia vir a perecer às garras da mesma. António Costa só viu as facilidades, possivelmente, quando optou por colocar uma lei desta em vigência. Claro está que existirá alguma descontextualização relativamente ao que Costa expôs e aquilo que o TC agora cita para fundamentar a "nega" que fez soar. No fundo o TC obriga agora Costa a ir bater à "porta dos pais", ou seja, a dirigir-se ao Governo e a solicitar a intervenção do mesmo na actual situação da CML, declarando o desequilíbrio financeiro estrutural ou mesmo a ruptura financeira. Qual das duas possibilidades a pior, perguntarmo-nos todos... Este dilema é dos tais que "venha o diabo e escolha", como diz o povo, e o povo é sábio. Fica por saber qual será o próximo passo de António Costa, se irá dirigir-se ao Governo ou se preferirá encontrar outras alternativas, apesar de assim de repente ninguém estar a ver quais, desconfio que nem o próprio António Costa...

No que respeita às receitas, Costa considerou apenas a revisão das taxas, licenças e receitas e a criação de um grupo de trabalho para a revisão das mesmas, ou seja , virou-se para a sobrecarga fiscal de todos quantos possa alcançar , mas isto não constitui qualquer novidade, independentemente da escala e de quem governa, quem paga são sempre os mesmos.

Planear uma reorganização de serviços sem metas, objectivos ou datas também é obra... Confesso... António Costa precisa é de um Balanced Scorecard na CML, para evitar mais do mesmo, porque uma reorganização de serviços baseada nas boas intenções resulta no mesmo que a fé das promessas... Muita vontade e pouca "paga", o que não quer dizer que haja qualquer má intenção ou acção de má fé, muito pelo contrário.

O congelamento do investimento pelo período de 12 meses também foi uma afirmação arriscada, mas creio que a motivação foi boa, tratava-se de salvaguardar que este dinheiro se destinaria efectivamente a pagar contas em atraso e não a financiar prestações de serviços ou outros. O que pareceu a Costa uma prova de idoneidade foi subvertida pelo TC , e transformou-se num dos pilares da renúncia da concessão do empréstimo.

O que importa é que o empréstimo já era, e na quinta-feira vai haver reunião extraordinária... Ficamos todos a escutar à porta até lá...

sinto-me: Crónica de 1 morte anunciada
música: Abba - Money, Money, Money
publicado por Conventodaalma às 23:19
link do post | comentar | favorito
|
pesquisar
 
posts recentes

Souvenir do tempo da II G...

Falha Grave do Monstrengo...

Entidades empregadores ch...

Pingo Doce: com menos de ...

Foi há 35 anos que o Rei ...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
23
24
25
26
27
28
30
31
comentários recentes
E estamos tão perto da final !! Entre França e Esp...
já vi que tens um blog para lavar a roupa suja do ...
EU QUERO CONTRIBUIR COM 15.000 LTS DE GASOLINA!! A...
Alguém que sabe o que fala! Não é não preocupando ...
Realmente, eu sou sincero, estou farto, estou fart...
Posts mais comentados
subscrever feeds
tags

todas as tags